EU AJUDO EMPRESAS FAMILIARES A AMPLIAR SEUS RESULTADOS
COM GESTÃO DE PESSOAS

17/7/2019

Uma boa entrevista de desligamento pode trazer muitas dicas para melhorias de seu RH. Mesmo que possa ter algum viés de opinião, levado pela emoção do momento, vale ouvir o ex-colaborador e, pelo menos, pesquisar se o que ele diz na entrevista é verdadeiro.

O gestor do ex-colaborador é fundamental nesse processo. Ele precisa saber o resultado da entrevista e apoiar RH num plano de ação de melhoria em seu departamento, caso seja detectado algum problema mencionado pelo ex-colaborador.

Mas fazer a entrevista requer alguns cuidados, preparação e metodologia.

Confira essas dicas de aplicação:

PLANEJE-SE

Da mesma forma como ocorre com qualquer entrevista, é necessário que seja planejado com antecedência:

1. Prepare um local em que o candidato ten...

30/4/2019

Job Sharing significa que tem duas pessoas trabalhando no mesmo cargo? Significa!

Leia o artigo publicado pelo site Inteligência Corporativa e entenda como funciona e os benefícios não só para o empregado, como também para a empresa. Clique aqui para saber tudo.

1/4/2019

Selecionar boas pessoas é uma das causas da dor de cabeça de muitos empresários. Afinal, encontrar pessoas que tenham aderência ao perfil da empresa e aos conhecimentos técnicos necessários para assumir a função não é tarefa fácil. Por isso, é imprescindível ter um processo para isso. Quanto mais padronizado for o formato de selecionar pessoas mais chance de acertar na escolha do novo colaborador.

Pense nesses cinco passos como um pequeno treinamento para minimizar seu erro de contratação:

1. Antes de buscar pessoas pense exatamente qual o perfil pessoal que você precisa. Pode ser óbvio mais pouco se faz sobre isso. Qual o perfil ideal para a vaga?

Extrovertido? Mais focado e compenetrado? Bom comunicador? Influenciador? ou Mais cent...

Uma habilidade desejada por todo proprietário. Sem dúvida, ter uma equipe que tenha a garra, a perseverança, a resiliência e a mesma busca do sucesso que o dono da empresa tem, ajudaria muito a jornada da empresa. Mas o que as pessoas não se dão conta é que ter espírito de dono não se trata apenas de  ajudar a empresa que se trabalha, se trata de ajudar a si mesmo. Posso dizer que tenho um exemplo vivo dentro de casa. Minha mãe, hoje com 86 anos, cuja foto ilustra essa matéria,  trabalhou por 24 anos em uma grande multinacional como Enfermeira do Trabalho e graças ao seu trabalho suas filhas se formaram, fizeram carreira e hoje estão muito bem, muito diferente da infância com poucos recursos que ela teve. Eu então perguntei se ela tinh...

Recrutamento e Seleção é uma das atividades mais desafiadoras para o RH Estratégico. Verdade seja dita, processo seletivo vai muito além de divulgar vagas, analisar currículos, entrevistar e contratar. As empresas podem gastar muito tempo e dinheiro nos processos seletivos, mas o sucesso não ocorrerá se não estiver claro qual o perfil ideal para aquela empresa e cargo. Algo que nem sempre é dado o devido valor pelas organizações.

O mercado fala em competências como dinamismo, comprometimento, criatividade, iniciativa, mas se realmente não são essas competências que farão a diferença na sua empresa, esqueça.

Não pense nas competências como se elas fossem ditadas por tendências, como se fossem moda. A análise sobre o que realmente é necess...

4/4/2018

Muitas vezes nos sentimos desmotivados no trabalho, não vemos sentido no que estamos realizando, as coisas parecem não seguirem o rumo que gostaríamos e acabamos sem saber o que fazer. Nem sempre mudar de

emprego é a solução. Em muitos casos, só mudaremos de endereço.

Segundo Fernando  Jucá, sócio da Atingire, especialista em Desenvolvimento Organizacional, quatro são os pontos que devemos focar para manter aquela chama acesa da motivação. Primeiro o desafio - será que tenho o desafio necessário que me provoque a vontade de conquistar? Segundo - aprendizado, qual a minha chance de aprender mais nessa minha função? Terceiro - reconhecimento, onde trabalho reconhecem quando eu contribuo e dou mais de mim? Quarto - autonomia qual o espaço...

17/3/2018

No mês de março,  quando muito se fala dos direitos das mulheres, ou da falta deles, eu reservo este espaço para compartilhar um vídeo TED de 2010 de Cheryl Sandberg, que nos fala com propriedade dos desafios que ainda hoje a mulher enfrenta. Apesar da palestra ter sido pronunciada em 2010, seu conteúdo ainda é muito atual. Com um olhar realista mas positivo sobre a questão, Cheryl nos enche de esperança e nos informa realidades que para nós mulheres é motivo de orgulho. Confiram: https://www.ted.com/talks/sheryl_sandberg_why_we_have_too_few_women_leaders/transcript?language=pt-br#t-47663

2/3/2018

Um bom livro pode ser tudo o que você precisa. 

Gretchen Rubin propôs a si mesma um ano em busca da felicidade. Resoluções práticas, seus doze Mandamentos e muita pesquisa levaram à autora a conclusões sobre felicidade nesses tempos de correria entre a vida pessoal e a profissional. 'Projeto Felicidade' procura demonstrar que ser feliz não significa, necessariamente, ter mais dinheiro ou vivenciar transformações bruscas; basta olhar em volta e dar atenção a coisas simples.

Em português nas melhores livrarias.

Lembro que quando fiz intercâmbio cultural para os EUA, lá pelos anos 80, observei como era comum naquela cultura utilizar uma lista do que tem que ser feito – é o que eles chamam de To Do List. Eu já achava aquilo bem interessante. Mais tarde com meu desenvolvimento profissional aprendi que a força do To Do List é mais poderosa do que se imagina. O impacto que ela exerce sobre a mente é significativo, a ponto de não se precisar ficar checando se foi ou não feito.

O simples ato de registrar uma lista de atividades num papel pode garantir que em algum momento elas serão feitas – pode acreditar. Desde então utilizo essa técnica. Seja para fazer uma lista de atividades para o ano como semanal ou até mesmo diária. Dada a importância de se...

5/12/2017

Lendo um artigo bem humorado do Max Gehringer - O Sucesso consiste em não fazer Inimigos, onde ele enumera três regras básicas de como agir para se ter uma boa convivência no trabalho: 1. Colegas passam, mas inimigos são para sempre. 2. A importância de um favor diminui com o tempo, enquanto a importância de uma desfeita aumenta e, 3. Um colega não é um amigo, reflito o quanto essas regras impactam diretamente no trabalho em equipe.

É sabido que as atividades que executamos têm sempre a participação de outras pessoas. Seja por inspiração, por troca de informação ou por divisão de tarefas. Mesmo aquele profissional mais especializado, terá o aval ou o direcionamento de outro que pode ser um par, um superior ou mesmo o sócio da empresa.

Ne...

Please reload

Qual é a sua necessidade?

Tania Bueno

Graduada em Psicologia pela UNISA – SP,  pós graduada em Gestão de Pessoas pela FGV – Campinas, Formação em Leader Coaching pelo IBC- SP.

E-BOOK GRÁTIS

Mais recentes
Please reload

Missão

Tornar acessível as práticas de RH-Gestão de Pessoas que  geram transformações extraordinárias.

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon