5 dicas para se ter um processo seletivo poderoso


Selecionar boas pessoas é uma das causas da dor de cabeça de muitos empresários. Afinal, encontrar pessoas que tenham aderência ao perfil da empresa e aos conhecimentos técnicos necessários para assumir a função não é tarefa fácil. Por isso, é imprescindível ter um processo para isso. Quanto mais padronizado for o formato de selecionar pessoas mais chance de acertar na escolha do novo colaborador.

Pense nesses cinco passos como um pequeno treinamento para minimizar seu erro de contratação:

1. Antes de buscar pessoas pense exatamente qual o perfil pessoal que você precisa. Pode ser óbvio mais pouco se faz sobre isso. Qual o perfil ideal para a vaga?

Extrovertido? Mais focado e compenetrado? Bom comunicador? Influenciador? ou Mais centrado e concentrado?

Fazer a entrevista com esse exercício prévio ajuda na condução das perguntas e a observar se as respostas estão de acordo com o comportamento desejado.

2. Elabore um teste técnico sempre.

Não deixe de elaborar um teste técnico. Pode ser um teste escrito, de Excel, uma apresentação, uma dinâmica. Seja qual for o modelo, ele pode ser decisivo para a escolha do profissional. Use e abuse desse item.

3. Utilize um teste de perfil

Hoje no mercado há vários testes que são possíveis utilizar e para todos os tipos de orçamentos, como por exemplo Eneagrama, DISC, STAR, IAC. Os testes apoiam a decisão. O conhecimento sobre as atitudes e o "jeito de ser" do candidato trará mais tranquilidade ao gestor sobre a equipe que ele quer formar e como lidar com ele após contratá-lo.

4. Use a abuse de entrevistas

Não economize nas entrevistas. Além do profissional de RH e o futuro gestor do candidato, um líder de outra área, um profissional do mesmo nível, ou mesmo subordinados podem ser valiosos para complementar a avaliação e conclusão do melhor candidato. Além disso, essa "parceria" de entrevistas, traz maior envolvimento da equipe que já está na empresa, favorecendo o novo profissional em seu período de adaptação. Todos se sentem responsáveis pela escolha e estarão mais receptíveis no acolhimento do novo colaborador.

5. Receba bem o novo colaborador

O período de experiencia é parte integrante do processo de contratação. Nele, não só o novo funcionário está sendo avaliado. Ele também avalia a empresa, chefia e pares. Uma boa entrada do novo profissional pode fazer toda a diferença na validação e retenção de um membro novo na empresa. Este tema inclusive vou detalhar em outro post, com ideias simples, mas eficazes para a fechar com chave de ouro um processo seletivo de sucesso.

Mais recentes

Missão

Tornar acessível as práticas de RH-Gestão de Pessoas que  geram transformações extraordinárias.

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon